Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Alunas são certificadas em cursos do Programa Mulheres Mil
Início do conteúdo da página Notícias

Alunas são certificadas em cursos do Programa Mulheres Mil

Campus ofereceu os cursos de Doulas, Mecânica de motos e Gelados gourmet para mulheres da região do Alto Turi.
  • Assessoria de Comunicação, com informações do campus
  • publicado 16/08/2019 09h39
  • última modificação 16/08/2019 09h42

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Zé Doca realizou no dia 31 de julho a cerimônia de certificação das alunas do projeto Empoderamento, educação e trabalho feminino na região do Alto Turi, realizado no âmbito do Programa Mulheres Mil. Na oportunidade, 79 alunas foram certificadas, sendo 26 do curso de Doulas, 12 do curso de Mecânica Básica de Motos e 41 do curso de Produção de Gelados Gourmet.

A mesa de honra foi composta pela diretora geral do campus, Davina Camelo Chaves; pela enfermeira e coordenadora do Mulheres Mil no Campus Zé Doca, Solange Sousa Santos; pela diretora de Desenvolvimento Educacional em exercício, Suene Costa Castelo; pelo chefe do Departamento de Extensão e Relações Institucionais em exercício, Makson Rangel de Melo Rodrigues; e pela professora de Alimentos Fátima Alves Teixeira.

Durante o projeto, o Campus Zé Doca ofereceu três cursos – Produção de Gelados Gourmet (50h), Mecânica básica para mulheres (50h) e Formação em Doulas Comunitárias (65h) – com o objetivo de contribuir para a promoção do trabalho e da renda e consequente inclusão socioeconômica de mulheres em situação de vulnerabilidade social da região do Alto Turi, contribuindo para a qualificação profissional, a elevação da escolaridade para o exercício da cidadania e para a melhoria da qualidade de vida destas mulheres.

No curso de Gelados gourmet, as alunas produziram mais de 20 sabores do produto. A professora Fátima Alves Teixeira contribuiu com aulas teóricas e práticas para as cursistas, numa abordagem dinâmica sobre a manipulação adequada de alimentos. As cursistas aprenderam sobre higienização das mãos, alimentos, organização da geladeira, além de atividades desempenhadas com alimentos no seu dia a dia e relataram que foi uma experiência de muito aprendizado, trabalho em equipe e fortalecimento dos vínculos sociais.

O curso de Mecânica foi ministrado pelo professor Raul Cesar Silva Lima e abordou possíveis situações que as mulheres podem vivenciar com problemas mecânicos com motos. O curso contou com aula teórica e prática na qual as alunas tiveram contato com as peças de uma moto.

O curso de Doulas teve como objetivo trazer à tona para realidade de Zé Doca a humanização dos serviços de assistência à mulher, desde à gestação ao nascimento saudável e respeitoso, e foi ministrado pela enfermeira do Campus Zé Doca, Solange Sousa Santos. A metodologia da capacitação buscou trabalhar um olhar subjetivo e singular sobre dor e respeito ao corpo feminino, assim como proporcionar conhecimento sobre anatomia e fisiologia da gestação, parto e puerpério. Também houve a socialização de histórias de partos e relatos de violência obstétrica vivenciada pelas próprias estudantes.

“Minha vida mudou, me senti chamada para ser doula. Foi uma experiência incrível, pois puder observar o quanto muitas mulheres têm o desejo de um parto humanizado e este é roubado, e que ser doula é mudar a forma de nascer. Foi maravilhoso pintar a barriga e sentir o bebê mexendo. O curso veio para plantar uma sementinha para a humanização no cuidado com a gestante e o bebê. Nossa! Experiência linda”, relatou a aluna Dalva Marques.

A coordenadora do Programa Mulheres Mil e facilitadora do curso de Doulas, Solange Santos, enfatiza que o convívio com as participantes do curso trouxe ensinamentos sobre força, coragem, amor e determinação. “O curso de Doula foi um sonho realizado, pois sempre senti a necessidade desse olhar respeitoso para o nascimento, momento singular na vida da mulher. Agradeço à equipe de professores e alunos que contribuíram para que tudo fosse possível, pois enfrentamos muitos desafios, mas no final foi indescritível ver a emoção delas recebendo a certificação. Não foi apenas uma forma de geração de renda, mas um alimento para minha alma e para mudanças significativas de várias mulheres, e meu sentimento é de Gratidão”.

A diretora geral, Davina Camelo, destacou a emoção sentida por todos a cada certificado entregue, pois era nítida a satisfação de cada uma das alunas presentes e agradeceu a contribuição dos professores e monitores que participaram do projeto. “O Campus Zé Doca se sente orgulhoso de participar da formação de cada uma de vocês!”.

Fim do conteúdo da página